Notícias de outubro de 2006

No mês passado, na I Igreja Batista em Londrina, foi realizada mais uma Conferência Missionária. Creio que os irmãos que tiveram a oportunidade de participar foram grandemente abençoados. Tivemos a presença do irmão e missionário Ronaldo Lidório, que esteve desafiando a Igreja a se engajar na proclamação do evangelho. Graças ao Pai, o encontro foi muito bom mesmo!

Em uma de suas pregações (“A encarnação da cruz na Missão da Igreja I”), Lidório faz menção do missionário americano Jim Elliot, que ao falar sobre nossa missão na terra como propagadores do evangelho, escreveu: “Quando chegar o momento de sua morte, tenha certeza de que não há mais nada a fazer a não ser morrer”. Elliot deveria ter em mente o que o apóstolo Paulo escreve em sua segunda carta a Timóteo: “Quanto a mim, a hora já chegou de eu ser sacrificado, e já é tempo de deixar esta vida. Fiz o melhor que pude na corrida, cheguei até o fim, conservei a fé”. 2 Timóteo 4:6-7. Elliot foi missionário no Equador, e foi brutalmente assassinado por membros de uma tribo que começava a evangelizar.

Fiz esta menção porque ela me impactou muito. Quantas vezes não murmuramos com dificuldades tão insignificantes que encontramos no anúncio das boas novas de Cristo (diferentemente das encontradas por missionários como Lidório e Elliot). Entretanto, deveríamos nos conscientizar que é exatamente esta nossa sina na caminhada aqui na terra. É neste sentido que Paulo nos exorta: ”E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições”. 2 Timóteo 3:12.

Quantas vezes também não nos preocupamos muito mais com os afazeres desta vida, dinheiro, profissão, lazer, entre outros, deixando o fundamental de lado. Paulo também fala sobre isso, com o intuito de que coloquemos nossa visão no foco correto: “Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus”. Atos 20:24. Será que o nosso relacionamento com Cristo tem nos levado a desejar anunciá-Lo cada vez mais? Creio que seja muito importante que pensemos e reflitamos sobre isso, para que mais tarde, no fim da vida, não venhamos a nos arrepender por termos levado vidas medíocres quanto ao nosso envolvimento na maior de todas causas, o anúncio de Cristo ao mundo.

Bem irmãos, este não é um espaço para pregação, mas sim para relatarmos e informarmos aos irmãos o que o Pai tem feito através do Projeto Verdade. Em outubro finalizamos a parte estrutural do salão maior do estúdio. Agora em novembro, se o Pai assim permitir, construiremos a 2ª sala (que inicialmente ficaria dentro do salão, mas devido ao pequeno espaço que teríamos para as gravações em vídeo, teremos que montá-la externamente). E, em dezembro, sendo esta a vontade do nosso Deus, já estaremos com a estrutura finalizada. Cremos que em janeiro poderemos apresentar o estúdio aos irmãos. Para isso, teremos um café da manhã (se esta também for a vontade do Senhor, é claro). Gostaria de pedir aos irmãos que estejam orando a fim de convidarem outros irmãos, que ainda não conheçam o Projeto Verdade, para que eles possam estar conosco.   

 

Deus abençoe a todos!

Marco Antonio Sales